Top

Como Definir o Gênero Musical da Web Rádio

Nossa relação com a música é sempre marcante. Afinal ela mexe com os nossos sentidos, aguça nossos sentimentos, acalma, leva mensagens que aquecem a alma de um modo quase que hipnótico.

Como nosso foco é o da rádio online, a música e seus diferentes estilos são fundamentais. Até porque uma rádio sem músicas é como um carro sem rodas.

Com isso em mente, nesse artigo vamos trazer dicas de como definir o tipo de música que atenderá melhor à sua área de atuação com a rádio online.

Quer saber as melhores dicas para escolher o gênero musical da sua rádio? Continue lendo o texto.

O que é Gênero Musical?

Gêneros musicais são categorias que reúnem diferentes músicas e/ou artistas em um ou mais grupos, onde eles compartilham elementos criativos em comum.

Conhecer sobre um gênero musical pode facilitar na procura de outras músicas, artistas e/ou bandas de um gênero que você se identifica.

Essa definição dos elementos criativos da música, como instrumentos usados, estilo e tema da música tocada são a estrutura para se saber o gênero musical.

Existem, principalmente em música clássica, outros pontos como onde ela se encontra no tempo e espaço, seja em qual país foi criada, em qual época surgiu ou em que o movimento musical, etc.

Em resumo, cada gênero musical é marcado por traços e estilos marcantes dentro da melodia. Como o sertanejo raíz é marcado pela viola, o pagode é reconhecido pelas letras românticas e batida compassada e por aí vai.

Além disso existem também subgêneros, que são a soma de elementos específicos dentro de um gênero, como o pop rock ou o sertanejo universitário.

Essa definição do gênero faz a experiência de ouvir uma música seja mais prática, uma vez que você sabe o que virá quando ouve uma música de axé, por exemplo.

Quando Escolher o Gênero Musical Da Rádio Online

Para começar, você precisa levar em conta qual o foco da sua rádio. Se será uma rádio para igreja, comercial, entretenimento, notícias, entre outras.

No caso da rádio para igreja, por exemplo, a programação será voltada para o conteúdo gospel tocando hinos, louvores e adorações.

Já no caso das rádios que tem um foco externo ao musical, como uma rádio esportiva, pode se ter programas musicais que cubram as lacunas entre os esportivos.

Outra possibilidade é criar a programação com base no seu conhecimento prévio do que deseja com a rádio, que assim você trará ouvintes alinhados com esse gosto musical.

Em ambos os casos, sua divulgação online é a chave para apresentar a rádio a uma audiência dentro do público que você deseja atender no modelo que você escolher.

Até porque, com as redes sociais fica muito mais fácil de atender as demandas direto com a audiência, conversando com o ouvinte e buscando o engajamento dele na rádio.

Rádio Singular ou Rádio Eclética?

Como vimos, quando você vai criar a programação da rádio, dá para escolher se você quer atender um gênero musical específico ou então uma linha de programação mais abrangente.

Ambos os modelos de uso da rádio online têm suas vantagens e desvantagens, que você deve avaliar e levar em questão quando você vai montar a sua grade de programação.

Vamos listar alguns pontos a se levar em consideração ao criar os programas que vão compor a grade de seu streaming.

Rádio Singular

A tendência da rádio singular é de tocar músicas dentro de um gênero musical, sempre mantendo as playlists e quadros dentro desse alinhamento.

Uma grande vantagem desse tipo de programação é que, como ela atende um gênero musical, ela está focada a entregar programas e temas dentro dele, sem a necessidade de pesquisa de outros gêneros que possam não ser de seu interesse.

Além disso, é possível que você crie uma comodidade à mais para seu ouvinte, uma vez que ele tem interesse por esse gênero musical e assim ele pode descobrir bandas novas ou até subgêneros dentro dessa preferência musical.

E também essa defnição de um gênero mais específico permite que sua rádio seja encontrada de modo mais fácil em plataformas como TuneIn ou Winamp, que usam o gênero musical do streaming para filtragem das rádios.

Com isso quem acessa sua rádio vai ter mais conteúdo dentro de um assunto que lhe interessa e a rádio passa a ser acessada por pessoas que não tem esse gosto musical atendido com frequência nas outras emissoras ou canais de streaming.

A desvantagem disso é que, como sua rádio só toca um gênero musical, quem não gosta dele não vai se interessar pelo seu conteúdo e vai acabar nem ouvindo sua programação.

Rádio eclética

Já a rádio eclética toca vários estilos musicais na grade de programação, tanto para atender demandas da audiência quanto também para conseguir mais público pelo conteúdo.

Uma vantagem clara desse tipo de rádio é que ela tem uma programação bem variada, com conteúdos diversos e gêneros musicais variados para todos os gostos.

Outra vantagem é que nesse estilo você pode conseguir levar mais de seu conteúdo para os ouvintes e ampliar seu público, pois o alcance não fica limitado a um único estilo.

Por fim, a variedade de gêneros que você apresenta para sua audiência numa rádio eclética dá a chance da pessoa que te escuta conhecer algo novo, ver novidades musicais.

A desvantagem desse modelo é que um ouvinte que quer uma programação específica pode não encontrar essa programação na sua rádio ou então a encontra, mas num horário incompatível.

Ou seja, se o ouvinte está procurando por rock e ao acessar a sua rádio ela está tocando um programa sertanejo, esse ouvinte provavelmente vai procurar outra rádio que vá atender a sua vontade.

Conclusão

Essas vantagens e desvantagens da rádio específica e da rádio eclética são comuns pois elas são estratégias para criar sua programação da rádio online.

Agora que já conhece os modelos, seus prós e contras, é só você escolher qual deles se encaixa mais no seu planejamento para rádio online e colocá-lo em prática.

Como o Locutor Molda o Gênero Musical

Após essa definição ou escolha de seu gênero musical, a rádio costuma se moldar a esse estilo musical e também a personalidade de seu locutor.

Afinal como ele é a voz da rádio que o público tem com a programação, de um jeito ou de outro esse radialista vai transformar uma atração em um quadro completamente diferente.

E isso não é algo ruim para rádio, muito pelo contrário. Isso trás identidade para o programa ou para uma grade de programação e dá uma nova cara para rádio, com os mesmos quadros .

E também não significa que o seu locutor vai ficar sem um roteiro, sem um planejamento. O que sugerimos aqui é que haja uma brecha em seu programa para que seu locutor mostre todo seu carisma e assim conquiste ainda mais o público.

Isso porque, num programa de variedades, se esse locutor vai dar uma posição e uma voz a uma opinião, nesse tipo de cenário ela não é uma opinião engessada, de uma empresa.

Ou então num momento de uma música especial, ele pode dar um contexto sobre o porquê essa canção é marcante e traz boas memórias, ou até mesmo mandar uma mensagem.

Pode parecer pouco, mas isso cativa quem te escuta e ao mesmo tempo mostra para audiência que esse programa tem um formato diferenciado na sua web rádio.

Então dê espaço para que o locutor crie sua comunicação com a audiência nas transmissões, tire o gesso que prende seu streaming e deixe que o perfil agradável dele seja ouvido pelo seu público.

A seguir vamos te passar algumas dicas mais práticas que vão te ajudar a montar uma ótima programação para seu público.

Apresente novidades

Outra sacada dentro do tema de programação é tentar descobrir novos talentos na área ou na sua região Procure bons artistas do seu gênero musical para divulgá-los.

Mesmo que isso seja feito num primeiro momento sem qualquer custo, é uma situação de ganho mútuo, pois o artista e você ganham visibilidade.

O público dele te conhece e vê seu trabalho e o seu ouvinte passa a conhecer um artista que se alinha com o gosto musical padrão de sua audiência. Todo mundo ganha.

Busque um diferencial

Tente oferecer ao público mais do que, por exemplo, uma lista de músicas mais tocadas dentro de um gênero específico. Leve e entregue mais do que a encomenda.

Essa entrega, por exemplo, pode ser alguma interação do locutor ao tocar uma música, com um texto pequeno de curiosidades sobre o artista ou a canção tocada.

Isso amplia a experiência do ouvinte, dando mais do que só uma música. Mas não há a necessidade de interagir o tempo todo: vez ou outra, uma curiosidade em questão já é o suficiente.

Pesquise a Concorrência

Uma das melhores maneiras de saber o que seu público quer é buscar outros prestadores de serviço de seu ramo, que atendam a mesma faixa de audiência de seu projeto.

Então tente saber de outras rádios online ou até mesmo rádios tradicionais que oferecem programações ao mesmo público que você, saiba o que eles fazem.

Importante: quando nesse processo de pesquisar o que seu concorrente faz, se encontrar algo interessante, tente adaptar, colocar sua cara no projeto. Nunca copie o mesmo formato.

Tenha o Feedback do Ouvinte

Esse daqui é para enfatizar o que dissemos há pouco. Ouça o seu público, interaja com eles, saiba o que eles querem que toque em sua rádio.

Esse feedback também envolve participar o ouvinte. Ou seja, ler um comentário ou um pedido de música na transmissão ao vivo, dar um recado que o ouvinte manda. Tudo isso só amplia esse contato, aproximando ainda mais você da sua audiência.

Nas rádios online, o gênero musical não dita, mas sim dá uma direção para criar a programação. Ele não é regra, mas é o caminho mais fácil para uma rádio de sucesso.

Playlists coesas, uma programação de qualidade e uma boa divulgação em redes sociais vão render muitos frutos para sua rádio online!

Gostou do texto? Se ainda não estiver inscrito, assine nossa lista para novidades no blog!

Compartilhar
Sem comentários

Deixe seu comentário